Buscar
  • Rômulo Andrade

O Tempo das Águas, Romulo

Atualizado: Mai 25



Exposição de trabalhos de Cecília Segré, Luiz Gallina e Romulo Andrade, artistas que convivem ha vários anos e desenvolvem uma abordagem poética a partir de sua profunda vivência com o Cerrado. Trazem a público trabalhos recentes e outros já de algum tempo, mas que celebram o retorno da estação das chuvas – O Tempo das Águas. Obras que evidenciam a dimensão simbólica da água, sua fundamental importância na vida humana e de todos os seres. Ao longo dos anos vivenciar a escassez de água, o calor e baixa humidade da região durante o prolongado tempo da seca, nos tem alertado para o cuidado necessário com as árvores e a vegetação nativa, responsáveis pela qualidade do clima, a humidade que torna mais agradável, vivo e habitável o planeta.


Cerratenses - termo cunhado pelo historiador Paulo Bertran para designar os habitantes do bioma. Desde paleoíndios que deixaram vestígios, desenhos e artefatos em cavernas e lajeados... os povos indígenas do Brasil central que conhecem sua riqueza em recursos naturais e plantas medicinais; comunidades quilombolas e remanescentes de bandeiras que se adaptaram ao centro-oeste brasileiro há séculos, criando os primeiros aldeamentos e cidades. Cerratenses também chamados os que amam, estudam, reinventam e defendem essa região core do Brasil. Um bioma rico em diversidade cultural e ambiental, ameaçado pelo modelo de desenvolvimento que nos é imposto.


Segundo alguns pesquisadores, depois que a Terra se configurou nos continentes como se encontra atualmente, o Cerrado é a paisagem mais antiga. Mas o nosso empenho não é pra chorar as mangabas e as gabirobas perdidas, com nosso trabalho queremos mais é evocar a sua beleza, sua resistência e força de vida.


Romulo Andrade

Jardim Botânico de Brasília, Centro de Visitantes

De 21 de novembro a 20 de dezembro, 2015


3 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

BIOGRAFIA

Ao longo de quarenta anos, Rômulo desenvolve em sua obra uma precoce abordagem poética dos Cerrados, a natureza única do Brasil central. Nascido em Niterói em 1954, viveu a infância e juventude entre

FALE COM O ARTISTA

Cel: (61) 981317105

Email: memoriadasaguas@gmail.com